A prova de que trabalhar em pé reduz riscos de saúde

A prova de que trabalhar em pé reduz riscos de saúde

Depois da pandemia, muita coisa mudou no ambiente de trabalho. Principalmente a forma que a gente lida com os equipamentos do espaço corporativo, a chamada ergonomia. 

E uma das preocupações é: ficar sentado ou trabalhar em pé? Muita gente, de cara, pode responder que é melhor ficar sentado, pois a gente fica mais confortável. 

Pode até ser, mas a forma que o seu organismo reage a esse comportamento é a preocupação de profissionais da área da saúde. 

É o que a gente vai mostrar neste texto. Além disso, você vai entender como trabalhar em pé reduz os riscos de saúde. 

Se trabalhar em pé reduz riscos de saúde, quer dizer que trabalhar sentado faz o oposto? 

Antes de qualquer coisa, a gente precisa deixar algo claro: você não deve trabalhar de pé o tempo inteiro. Não! Até porque o exagero pode te causar problemas. 

No entanto, se você fica o tempo todo sentado, considere levantar-se em alguns momentos do dia. Porque quanto mais tempo sentado, maior o risco para a sua saúde. 

É que a falta de movimento, resultado de longas horas sentado, reduz o fluxo sanguíneo, compromete a oxigenação dos tecidos e diminui o metabolismo. 

Ou seja, ficar sentado por muito tempo é um comportamento ligado ao sedentarismo. E, por isso, pode levar a uma série de problemas de saúde. Veja abaixo: 

- Doenças cardiovasculares: o riso de hipertensão, aterosclerose e aumento de colesterol ruim (LDL) são maiores em pessoas que não se levantam ou se movimentam com frequência; 

- Problemas musculares: permanecer sentado em uma posição estática por horas coloca pressão excessiva na coluna e em outras articulações. Isso pode levar a dores nas costas, pescoço e ombros; 

- Má postura: muitas pessoas ficam sentadas em uma posição inadequada durante o dia. Por isso, os sinais da má postura, como ombros curvados e barriga saliente, aparecem; 

- Dores crônicas: a má postura também resulta em dores crônicas e desconforto a longo prazo. 

- Ganho de peso: como o metabolismo fica “estacionado” quando estamos sentados, o consumo calórico diminui. Logo, há o aumento de peso. 

- Diabetes: o ganho de peso, ou seja, a obesidade, aumenta o risco de diabetes tipo 2, problemas articulares e várias outras condições de saúde. 

Como trabalhar em pé pode reduzir riscos de saúde 

Por mais que pareça controverso, trabalhar em pé é uma prática que ganhou popularidade nos últimos ano. 

Além de estimular a criatividade, produtividade e concentração, pesquisas têm demonstrado que essa abordagem também oferece uma série de benefícios à saúde. 

Redução do risco de doenças cardiovasculares e mortalidade 

Para a comunidade médica, permanecer de pé por mais tempo está relacionado a uma diminuição do risco de doenças cardiovasculares e da taxa de mortalidade geral. 

A redução do sedentarismo e a melhoria de diversos marcadores de saúde contribuem para esse benefício. 

Melhora da postura e alívio de dores 

Como relatamos acima, ficar longos períodos pode levar a problemas de postura, dores nas costas e pescoço.  

Trabalhar em pé, por outro lado, estimula uma postura mais ereta, ajudando a alinhar a coluna vertebral de maneira adequada. 

Essa postura correta pode reduzir o risco de lesões e dores crônicas relacionadas à má postura. 

Aumento do gasto calórico 

Ficar em pé durante o trabalho requer mais esforço muscular do que se sentar, o que leva a um aumento no gasto calórico. 

Embora não substitua totalmente a prática de exercícios físicos, trabalhar em pé contribui para queimar mais calorias ao longo do dia, auxiliando na manutenção de um peso corporal saudável. 

Regulação dos níveis de glicose 

Para ter ideia, só o fato de sair da posição viciada, de ficar sentado por muito tempo, já pode te ajudar a reduzir os níveis de glicose no sangue. 

Um estudo feito por pesquisadores da Universidade de Limerick, na Irlanda, publicado na revista científica Sports Medicine, concluiu que dar uma volta de até 5 minutos e depois voltar a se sentar já pode fazer a diferença. 

Estímulo à produtividade e criatividade 

Trabalhar em pé tem sido associado a um aumento na produtividade e criatividade. Ao ficar em pé, há uma sensação de maior disposição e alerta, o que pode melhorar a capacidade de concentração e o desempenho no trabalho. 

Trabalho sentado o dia inteiro, o que devo fazer? 

O estudo mais recente que analisou os impactos de ficar sentado traz uma recomendação para quem precisa ficar muito tempo sentado. 

De acordo com a pesquisa, publicada no início deste ano na revista do Colégio Americano de Medicina Esportiva, o ideal é se levantar a cada 30 minutos. 

Os pesquisadores entenderam que cinco minutos de caminhada leve a cada meia hora podem ajudar a aliviar parte do risco de ficar sentado por longos períodos do dia. 

Neste caso, as empresas que já se preocupam com a produtividade e conforto dos colaboradores, pode trabalhar com políticas de ergonomia que incluam pequenas pausas a cada 30 minutos. 

Lembrando que as equipes não precisam, necessariamente, parar as atividades. Elas podem tocar os serviços ainda de pé. 

Mesas com ajuste eletrônico de altura 

Esse tipo de mesa pode ajudar quem precisa ficar de pé, mas sem interromper o fluxo de trabalho porque podem ser ajustadas eletronicamente para que fique na altura que você precisa. 

E aqui, neste texto, a gente traz duas recomendações: 

1 – Mesa Elements Misch 

 

A Misch é uma mesa minimalista com ajuste elétrico de altura. Conta com dois botões para fazer essa regulagem e pode ser personalizada. 

Em outras palavras, você pode escolher a cor da mesa, da base ao tampo, e a largura da mesa: de 1,20 m a 1,60m. 

2 – Mesa Elements Musa 

 

A Musa é uma mesa com ajuste eletrônico de altura que traz uma tecnologia de memorização. Em síntese, você pode deixar até 4 ajustes pré-programados. 

Além disso, a mesa, diferentemente de outras dessa mesma categoria, tem uma gaveta para que você possa organizar suas coisas no setup. 

Conclusão 

A prova de que trabalhar em pé faz bem à saúde é ficou evidente até aqui. Permanecer em pé durante o trabalho não apenas proporciona uma experiência mais dinâmica e produtiva, mas também traz benefícios significativos para a saúde física de todos. 

Para os empregadores, investir em estações de trabalho ergonômicas e ajustáveis em altura pode ser uma medida que vai impactar positivamente o bem-estar da equipe, resultando em funcionários mais felizes, engajados e saudáveis. 

Lembre-se de que a transição para trabalhar em pé deve ser gradual, permitindo que o corpo se adapte ao novo estilo de trabalho. 

Sempre consulte um profissional de saúde antes de fazer grandes mudanças em seu ambiente de trabalho ou estilo de vida. 

Ao equilibrar a permanência em pé com pausas para caminhar e sentar-se quando necessário, é possível desfrutar dos benefícios dessa prática sem sobrecarregar o corpo. 

Back to blog

Leave a comment

Please note, comments need to be approved before they are published.